A Necessidade de Perguntar; por Verinaldo Enéas

Estamos vivendo uma época em que todos nós temos uma necessidade enorme de informação. Apesar de todos os recursos tecnológicos ao nosso favar, transmitindo informações e conhecimentos ao homem, não estamos satisfeitos, e procuramos constantemente através dos questionamentos respostas para nossas necessidades humanas.

Em nosso dia a perguntamos sem refletir sobre o próprio perguntar, sem indagar pelo o significado dessa operação da inteligência que se acha na raiz de todo conhecimento e de toda ciência. E ao perguntar pelo perguntar, converteremos essa operação, que nos parece tão banal, no quotidiano, em temas filosóficos, a partir do nosso momento que passamos a considera-la do ponto de vista da critica radical.

Se compararmos, neste aspecto, o comportamento humano com o animal, verificamos que o animal não pergunta, não indaga, limitando-se a responder. Mas, porque o animal não pergunta?   Os animais se alimentam e se reproduzem apenas por instinto ou estímulo que provoca respostas, sem questionar como, quando e por que fazem.  O instinto ou estímulo dos animais só os deixa responder aquilo que estão precisando no momento, seja para satisfazer sua fome ou para fugir do perigo. Ninguém os ensina suas atividades, todos sabem exatamente o que fazer e faz tudo inconscientemente sem ter direito de escolha de querer ou não fazer.

O animal e o meio em que vive se confundem, pois não há exploração, degradação, porque tudo é
natureza.

O Homem, com seu livre arbítrio, precisa perguntar para tomar a decisão correta, para se situar no tempo, saber o grupo ao qual pertence e até mesmo a fim de conhecer seu passado. A sociedade impõe regras, proibições e costumes a serem seguidos e o Homem necessita estar em constantes indagações a fim de saber como se comportar diante de várias situações e como se relacionar com os outros.

Através de seus questionamentos, o ser humano chega ao elevado grau intelectual, econômico e tecnológico, pondo a Natureza a seu serviço, mudando até sua própria conduta pela educação, cultura e conhecimentos científicos.

O Homem continuará perguntando, pois a pergunta está intrínseca e pressupõe a sua evolução.

O Homem, desde os primórdios, traz em sua natureza inquietações e necessidade de se lançar a descobertas, isso porque o ser humano possui uma inteligência que o diferencia de todos os animais.
Responsáveis por mudanças significativas, as indagações estiveram sempre presentes  na História da humanidade. O homem indaga a si próprio e a outros, por isso, nunca se viu no Planeta um animal que tivesse tanta evolução quanto à do Homem. 

Em contraste, o homem pergunta. E, por que pergunta? Porque precisa pergunta. Mas, por que precisa perguntar? Precisa perguntar por que não sabe e precisa saber, saber o que é  o mundo em que se encontra e no qual deve viver. Para poder viver, e viver é conviver com as coisas e com outros homens, precisa saber como as coisas e os outros homens se comportam, pois sem esse conhecimento não poderia orientar sua conduta em relação as coisas e aos homens. Para o ser humano o conhecimento não é facultativo, mas indispensável, uma vez que sua SOBREVIVÊNCIA DELE DEPENDE. Mas, para que esse conhecimento possa torna-se realmente útil e lhe transmitir transformações a natureza, podendo-a a seu serviço, e lhe permita, também, transformar sua própria natureza, pela educação e pela cultura, para que esse conhecimento possa torna torna-se o fundamento de uma técnica eficaz, é indispensável que não seja meramente reflexivo, mas fundamentado, como assim exige o mundo  moderno.

Finalmente estamos vivendo era digital. Aonde as redes sociais tem um papel fundamental na informação e consequentemente as resposta são rápidas emitidas por seus usuários. Para muitos não é possível conviver sem Skype, o facebook, o  WhatsApp Web, entre outros meios virtuais indispensável no dia a dia. Agora o questionamento que parte da sociedade faz, é que tipos de perguntas estão sendo feitas e quais suas respectivas respostas.

O importante é perguntar. E que este ato tão importante da natureza humana, ajude-nos a viver melhor, superando obstáculos, vivendo em harmonia com as relações humanas, aprendendo e  ensinando  para que tenhamos um feliz 2016.


VERINALDO ENEAS DA COSTA
(PROFESSOR DE FILOSOFIA) 
A Necessidade de Perguntar; por Verinaldo Enéas A Necessidade de Perguntar; por Verinaldo Enéas Reviewed by Portal Amparo Ligado on 04:24:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

"Design, Logomarca e Identidade Visual By Pr. Jader Medeiros. Copyright © 2015 All rights reserved". Tecnologia do Blogger.