AGEVISA alerta para cuidados com as comidas de milho

No período das Festas Juninas, em que naturalmente aumenta-se o consumo de comidas feitas com milho, seja na forma natural (assado ou cozido), ou em forma de canjica, pamonha, bolo, cuscuz, mingau, creme, pipoca etc., a Agência Estadual de Vigilância Sanitária reservou a edição do informativo radiofônico “Momento Agevisa” para informar aos ouvintes do Jornal Estadual da Rádio Tabajara sobre os benefícios alimentares do milho e também para os cuidados que devem ser tomados com as comidas preparadas com o produto.

Segundo observou a diretora-geral da Agevisa/PB, Maria Eunice Guimarães, assim como todos os demais alimentos, o milho (em suas variadas formas de utilização e consumo) precisa ser manipulado, preparado e conservado de forma correta, observando-se as exigências sanitárias e de higiene, que são procedimentos extremamente importantes para prevenir doenças causadas por alimentos e para a consequente preservação da saúde humana.

Alimento rico em vitaminas e proteínas – De acordo com a gerente-técnica de Inspeção e Controle de Alimentos da Agevisa/PB, engenheira de Alimentos Tatiane Lucena, o milho é um dos alimentos mais conhecidos e nutritivos que existe, sendo utilizado tanto para o consumo humano quanto para a produção de ração animal.

“Além de fibras, o milho possui proteínas, vitaminas A e C, vitaminas do complexo B, ferro, potássio, fósforo, cálcio e celulose. É também uma boa fonte de carboidratos, ou seja, de energia, e, além disso, não contém glúten, podendo ser utilizado por pacientes celíacos, que são aquelas pessoas com reação imunológica do intestino que provoca intolerância ao glúten”, explicou a gerente-técnica. Ela acrescentou que, em função da boa quantidade de fibras, o milho favorece uma melhora da função intestinal. E por ser uma opção de alimento de baixo índice glicêmico, é bem recomendado para pacientes portadores de diabetes dos tipos 1 ou 2.

Cuidados com os excessos – Apesar dos benefícios alimentares que apresenta, o milho e as comidas dele derivadas não devem ser consumidos em excesso, pois o consumo exagerado pode ocasionar a formação de depósitos de gordura no organismo. “Por essa razão, não se recomenda uma ingestão que ultrapasse a quantidade de calorias médias que um indivíduo deve ingerir em um período de 24 horas. E o ideal é que a pessoa consuma abaixo de 450 gramas por dia”, observou a gerente de Alimentos da Agevisa/PB.

“Como há grandes variedades de pratos que contém o milho em sua composição, as pessoas podem escolher a melhor maneira de consumir o alimento, seja na sua forma natural, seja em cereais matinais, mingaus, tortas, polenta, pipoca, pamonha, canjica etc. É preciso, entretanto, redobrar a atenção para a quantidade que se está ingerindo, já que esse é um alimento calórico que proporciona muita energia, podendo provocar o acúmulo de gordura”, enfatizou Tatiane Lucena.

Como escolher e comprar o milho – Os cuidados com o milho, segundo ela, devem ser tomados a partir do momento da compra, quando se deve observar as condições de higiene e armazenamento, e ainda as próprias características do produto, ou seja, o estado das espigas, que devem ter folhas flexíveis e bem verdes, e apresentar cabelos no tom marrom-escuro.

Se a intenção da pessoa for adquirir milho para o preparo de canjica, pamonha, bolo, curau, pudim e outros pratos afins, a preferência deve ser dada para as espigas de cor mais amarela, pois isso indica que ela contém mais amido, e isso ajuda na consistência da receita. Mas se o objetivo for consumir milho cozido ou assado, deve-se escolher espigas mais novas, com grãos mais claros, pois à medida que vai envelhecendo, o milho torna-se duro.

Governo do Estado
AGEVISA alerta para cuidados com as comidas de milho AGEVISA alerta para cuidados com as comidas de milho Reviewed by Portal de Notícias Amparo Ligado on 12:29:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

"Design, Logomarca e Identidade Visual By Pr. Jader Medeiros. Copyright © 2015 All rights reserved". Tecnologia do Blogger.