Argentina bate o Brasil, acaba com hegemonia e vence o Sul-Americano

Foram dois tempos distintos. Dominante nos dois primeiros quartos e perdido nos últimos, o Brasil perdeu o jogo para a Argentina e a hegemonia na América do Sul. Dona dos últimos 16 títulos do Sul-Americano, a seleção brasileira caiu diante das hermanas ao levar a virada nos segundos finais e acabou derrotada por 65 a 64, ficando com o vice-campeonato do torneio classificatório para a Copa América de 2019. O revés é o primeiro desde 1984 e exibe mais uma vez o mau momento do basquete brasileiro, que já está fora do Mundial feminino da Espanha, em setembro. Antes do torneio, o Brasil via a Argentina como ameaça por ter sido derrotado pela rival em 2015 e 2017.

Em Tunja, na Colômbia, o Brasil começou muito bem, mas na reta final da partida foi muito pressionado, perdendo praticamente na última bola pelas mãos de Gretter. Clarissa, melhor jogadora do campeonato, anotou 19 pontos, 15 rebotes e quatro assistências. Na Argentina, Andrea Boquete e Macarena Rosset fizeram 13 pontos cada uma. A seleção brasileira já estava classificada para a Copa América, torneio este que dará vagas no pré-olímpico de Tóquio 2020.

Brasil começa bem, mas desanda no segundo tempo

A seleção brasileira começou muito melhor. Dominou a Argentina nos primeiros minutos e chegou a abrir 9 a 1 com Erika. Com bom aproveitamento nos arremessos, a seleção via a dobradinha Clarissa e Tainá Paixão funcionar, e aos poucos a supremacia seguia, com 15 a 4, obrigando as argentinas a pararem o jogo. O quarto inicial terminou em 17 a 8 para o Brasil.

Na sequência, as hermanas melhoraram na marcação, mas amassavam o aro, aproveitando apenas 9% das bolas de três pontos. Mesmo assim, a diferença caiu, mas a vantagem seguia sempre entre os sete e nove pontos. Victoria Llorente, que entrou no segundo quarto, anotou oito pontos, e ajudou a diminuir o prejuízo argentino, com o primeiro tempo terminando em 32 a 20 para o Brasil, com Clarissa com nove pontos, sete rebotes e duas assistências.

A volta brasileira foi muito ruim. Nos primeiros três minutos, a Argentina diminuiu, trazendo para 32 a 26. Falhando ofensivamente e sem jogar com bolas mais seguras, o Brasil viu as hermanas entrarem de vez na partida com a bola de três de Macarena Rosset: 34 a 29. Jaqueline, com duas cestas de três, deixou a situação brasileira mais tranquila, com 44 a 35. Melisa Gretter, em bola para dois pontos, manteve a esperança argentina para o último quarto, deixando tudo em 48 a 42.

As hermanas seguiram a pressão no quarto derradeiro. Com três minutos, trouxeram para 50 a 47. E o drama seguiu, com o Brasil chegando aos 25 desperdícios de bola. Com o placar em 58 a 55, faltando 2min36s, Clarissa pegou o rebote defensivo e foi para os lances livres. Anotou ambos e deu certa tranquilidade às brasileiras. Mas, no minuto final, Andrea Boquete, em bola de três empatou a partida em 60 a 60. Nervoso, o Brasil falhou demais, e com o jogo em 64 a 64, Erika errou a arremesso, dando a bola para as argentinas.

Gretter, então, conseguiu a falta e foi para o lance livre. Acertou o segundo e Rafaela, do meio da quadra, perdeu a chance da vitória. Título argentino e fim da hegemonia brasileira.

Globo Esporte.com
Argentina bate o Brasil, acaba com hegemonia e vence o Sul-Americano Argentina bate o Brasil, acaba com hegemonia e vence o Sul-Americano Reviewed by Portal de Notícias Amparo Ligado on 09:12:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

"Design, Logomarca e Identidade Visual By Pr. Jader Medeiros. Copyright © 2015 All rights reserved". Tecnologia do Blogger.