A Polícia Federal em Sergipe confirmou, nesta terça-feira (25), que parte da fuselagem do avião PT-KLO, que caiu em um mangue do município de Estância, na Região Sul do Estado, e vitimou o cantor Gabriel Diniz e dois pilotos, foi vendida a um depósito de material reciclável de Aracaju.
A liberação foi feita após a realização de uma perícia que retirou partes relevantes das peças. Os objetos foram encaminhados a um laboratório em São Paulo. Outra parte foi devolvida ao Aeroclube de Alagoas, proprietário da aeronave.
O aeroclube decidiu, de acordo com a PF, levar o motor e o trem de pouso e vender parte das peças de alumínio e ferro.
O delegado da PF, Márcio Gomes da Silva, disse que esse procedimento é normal. Ainda segundo ele, as investigações continuam.

G1