José e Maria; por Abdias Campos

Maria estava para se casar com José, quando de repente engravidou do Espírito Santo de Deus, sem contato carnal; foi algo sobrenatural, extraordinário! Foi o plano de Deus para a salvação da humanidade pecadora.

José, um homem justo, quando ficou sabendo da gravidez de Maria teve a intenção de desaparecer secretamente da vida dela, para que ela não fosse difamada. No entanto, um anjo apareceu a José em sonho e lhe disse que não receasse receber Maria como esposa.

“E José, despertando do sonho, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher” (Mateus 1.24 ARC).

José obedeceu, recebeu a sua mulher. Obedecer é obedecer. Não cabe questionar, nem sugerir outro modo. Obedecer é ouvir e executar exatamente como ouviu. “E José, despertando do sonho, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher” (Mateus 1.24 ARC). Sob a ordem divina não tem espaço para ponderações, argumentos carnais e jeitinho do homem. Qualquer procedimento, além da ordem de Deus, nos afasta dEle. O nosso coração tem que resolver de uma vez por todas: Deus ordenou, então obedecerei em qualquer circunstância.

A Bíblia diz que Deus só faz maravilhas (Salmo 136.4 ARC). Pense nisso! Ele não irá lhe ordenar a fazer algo que não resulte em maravilhas. Lembremos apenas que o caminho, o modo e o tempo de Deus são diferentes dos nossos. Ele pode nos ordenar lançar sal sobre as águas más, péssimas, salobras, para que elas se tornem boas, doces, puras (2Reis 2.19-21). Não há castigo na obediência, e sim na desobediência. Não há recompensa na insubordinação, e sim na subordinação.

José entendeu que a obediência a Deus deve ser sem contestação, independente de humanamente ser pesado assumi-la. Sabemos que o melhor está no fim das coisas (Eclesiastes 7.8) e, neste caso, a obediência de José constituiu a família pela qual o Filho de Deus veio ao mundo como homem para nos salvar.

Por sua vez, Maria não se perturbou diante da possibilidade de ser desprezada por José ou até mesmo apedrejada pela sociedade; antes, ela se apresentou para obedecer: “Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra” (Lucas 1.38 ARC). Maria era serva. Quem é servo serve em obediência e está sempre pronto para dizer, “cumpra-se em mim segundo a tua palavra”.

Não diga a Deus como você quer que Ele aja; apresente-se sempre para obedecer a Ele no que lhe for ordenado, cumprindo tudo imediatamente, sem questionar, independente de haver um alto preço a pagar, porque Ele só faz maravilhas. O resultado será sempre extraordinário para você e para os demais. Tomemos o exemplo de obediência de José e Maria para que possamos nos animar ao cumprimento de cada missão que Ele nos der a fazer em completa obediência. Daí, devemos preparar os cestos para a colheita de glória em glória, aqui e na eternidade. Amém!

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo

Postar um comentário

0 Comentários