“Mas passareis o Jordão e habitareis na terra que vos fará herdar o Senhor, vosso Deus; e vos dará repouso de todos os vossos inimigos em redor, e morareis seguros” (Deuteronômio 12.10 | ARC).

Passar o Jordão significa chegar à terra da promessa, deixando o mundo dos pecadores; constitui alcançar o manancial das águas de bênçãos que flui abundantemente de dentro de nós. Passar o Jordão é encontrar-se com Jesus, é entender a vida, é receber a vida do Senhor, é andar no evangelho, é participar da vitória de Cristo, é receber e levar a outros as Boas Novas. É ter paz, salvação e descanso, abundância, força e poder, comunhão, temor e fé, saúde, alegria e amor. Passar o Jordão é sair do deserto da vida seca onde se caminha errante e sem paradeiro e chegar ao lugar que mana leite e mel.

Precisamos estar preparados no Senhor para deixar a vida mundana, precisamos saber que antes da travessia há lutas, reinos que tentam impedir nossa caminhada vitoriosa rumo à terra prometida. Além disso, depois de atravessar as correntes que nos separavam da graça, enfrentamos e derrotamos gigantes, os quais tentam impedir a posse da terra que nos foi dada por herança, tentam nos conduzir de volta ao mundo dos derrotados. Nossa arma é a oração. Oramos com confiança e o poder de Deus se manifesta. Deus ouve e responde a oração.

“Pleiteia, Senhor, com aqueles que pleiteiam comigo; peleja contra os que pelejam contra mim” (Salmo 35.1 | ARC).

O operar de Deus é terrível; não há quem possa suportá-lo. A Sua força é indomável; o inferno treme, os demônios caem, os inimigos fogem. Não há espaço para o mal depois de passar o Jordão. Essa passagem é espiritual e se manifesta em todas as áreas da vida da pessoa salva.

“O povo que estava assentado em trevas viu uma grande luz; e aos que estavam assentados na região e sombra da morte a luz raiou” (Mateus 4.16 | ARC).

Trovejam os céus, as estruturas se abalam. Os reinos espirituais se digladiam dentro do homem. Os que estavam sem luz, sem entendimento, veem-se sob UMA GRANDE LUZ: Jesus. Ele é a Palavra, Ele é a brilhante Estrela da manhã, a Estrela resplandecente. O povo se levanta das trevas; a Luz o alumia. Os que estavam assentados na região da sombra da morte, sem vida, sem brilho, olham e veem que a LUZ RAIOU. Jesus é a luz do mundo. Alegrem-se todos os que já se encontraram com Jesus. Jesus, Jesus, Jesus! Findaram as trevas; andamos na luz, enxergamos a VIDA, recebemos a VIDA. Alegre-se, povo de Deus. “Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente, cedo venho. Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!” (Apocalipse 22.20 | ARC). Maranata! Aleluia! Aleluia!


Na alegria do Senhor, que é a nossa força,

Abdias Campos, servo do Deus vivo