A existência é eterna. Não há ponto final na vida. Precisamos compreender o que vem depois da nossa passagem na terra. Não existe neste planeta um ser feito para viver nele para sempre. Em todo o tempo está claro para todos nós que há um período determinado ao ser humano para ser cumprido aqui.

Saibamos, pois, que não se estabelece aqui o início nem o fim da existência. Antes de nascermos, já existíamos com Deus, em Seu plano de vida: “Antes de formá-lo no ventre materno, eu já o conhecia” (Jeremias 1.5a | NAA). E depois da nossa passagem aqui, logo se estabelece a próxima e definitiva morada: “E, assim como cada pessoa está destinada a morrer uma só vez, e depois disso vem o julgamento” (Hebreus 9.27 | NVT).

Em Marcos 16.16, quando o Senhor Jesus envia os Seus mensageiros a levarem às pessoas a salvação, por meio do evangelho, Ele sentencia: “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (ARC). A salvação corresponde à eternidade no céu e a condenação corresponde à eternidade no inferno. A existência da pessoa continua, em uma ou outra situação.

Vejam o que o Senhor Jesus disse acerca de quando Ele vier estabelecer a vida eterna e o castigo eterno: “E, quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos, com ele, então, se assentará no trono da sua glória” (Mateus 25.31 | ARC). Ele é o justo Juiz. A Palavra nos ensina que o Senhor não tem o culpado por inocente (Naum 1.3). Ele já Se ofereceu em lugar do culpado para lavar a sua culpa. “Quem crer e for batizado será salvo.” O sacrifício da salvação já foi oferecido ao culpado; é crer e ser batizado. “Mas quem não crer será condenado.” A condenação é consequência da incredulidade em não receber a oferta de salvação do Senhor Jesus. Assim, o julgamento ocorrerá.

“Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mateus 25.34 | ARC). Os que fizeram com o Senhor uma aliança com sacrifício (Salmo 50.5) são chamados para possuírem o Reino e para estarem com Deus na morada celestial eternamente.

“Então, dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos” (Mateus 25.41 | ARC). Os que rejeitam a salvação e aceitam a vida pecaminosa fazem a vontade dos anjos decaídos, espíritos diabólicos e infernais; sofrerão a condenação eterna.

A salvação é simples e profunda; começa aqui e é finalizada no julgamento. A escolha do pecador o levará a uma ou outra situação. Ele pode escolher ser limpo e purificado dos pecados pelo sangue de Jesus ou manter-se neles até a conclusão do seu tempo na terra. Examine-se o homem a si mesmo.

Se você já é salvo, mantenha-se vigilante e felicite-se no Senhor todos os dias até a Sua vinda. Se você ainda não passou pelo novo nascimento, não espere mais; o dia é hoje, os céus se abrem para você. Amém. Deus os abençoe! Amém.


Na alegria do Senhor, que é a nossa força,

Abdias Campos, servo do Deus vivo