Amparo Ligado

No Vale da Decisão, por Abdias Campos

O mundo geme por paz, mas a paz não se dá; não há decisão pela paz. O mundo chora por amor, mas o Amor não foi reconhecido quando Se manifestou. O mundo rasteja cansado; não há descanso, mas o repouso do Senhor está muito próximo. O mundo não se vê; há trevas densas no mundo, mas a Luz brilha nos corações que pulsam no Reino de Deus. Veem-se no mundo multidões de errantes embebidas no cálice da dor, cheias de si. É hora de decidir, é hora de sair daí.

“Multidões, multidões no vale da Decisão! Porque o dia do Senhor está perto, no vale da Decisão” (Joel 3.14 | ARC).

As multidões estão sendo confrontadas com o amor de Cristo, que é simples, puro e profundo. Alguns se escondem em religiões, mas não veem o mover de Deus em sua vida. Deus não é religião; é a reconciliação em Cristo Jesus. Muitos se enganam com migalhas que caem da mesa dos filhos e dizem que Deus é muito bom para eles, sem terem provado a bondade de Deus na salvação, sem terem entrado ainda no Reino. Estão com sede no bebedouro da desobediência. Entretanto, chegou a hora da DECISÃO; a hora é agora. “Porque o dia do Senhor está perto, no vale da Decisão.”

Não adianta buscar saída fora de Cristo. Não adianta buscar ajuda no homem sem Deus. A luz não está no seu semelhante. Ele sofre tanto quanto você, ou mais. Os títulos dele são os seus esconderijos, os quais em determinados momentos se tornam insuportáveis para ele mesmo, embora tragam o bônus da vaidade e do dinheiro. Aquele que se apresenta como quem pode lhe atender se aflige mais do que você, quando você o procura para que sare a sua dor. Só há um CAMINHO. “Multidões, multidões no vale da Decisão!” Você é mais um que está sendo confrontado nesse vale. É HORA DE SE DECIDIR e sair daí. É hora de vir para Jesus.

Dinheiro, status social, títulos, poder dos homens, promiscuidade, imoralidade sexual, vaidade, arrogância, orgulho, autocentrismo – ser senhor de si mesmo nunca deu certo. Há apenas um Senhor, o qual é a própria vida: JESUS. Somos tão ligados a Ele que, didaticamente, Ele nos mostra o grau dessa necessidade, a partir de uma comparação, quando diz: Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer (João 15.5 | ARA). Os ramos fora da videira não dão frutos, ou melhor, nem vivem. O ramo rebelde, que não permanece nEle, morre. O que sai da videira, seca, perde a vida, vai para o chão, é só um graveto, vai para o fogo. Mas, o que permanece nEle, esse dá muito fruto.

“Multidões, multidões no vale da Decisão! Porque o dia do Senhor está perto, no vale da Decisão” (Joel 3.14 | ARC).

Meus amados, leiam novamente esta mensagem, meditem em cada frase do versículo acima de João 15.5, e sejam livres, curados, salvos, ungidos, abençoados para todo o sempre, porque a partir daí as DECISÕES tomadas serão para vocês VIDA abundante. Decida por Cristo. Amém e amém. Glória a Deus.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,

Abdias Campos, servo do Deus vivo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Amparo Ligado