No Tempo Mau, Guarde o Silêncio! por Abdias Campos

Há momentos em que a melhor decisão é calar-se. A Palavra declara que o precipitado peca (Provérbios 19.2). Não é pondo mais lenha que apagamos o fogo, não é falando mais alto que encerramos a discussão. O silêncio preserva a língua de acrescentar mais destempero ao tempo mau, sendo atitude do prudente, que aprende de Deus e obedece ao que aprende para o seu próprio bem.

O tempo mau atua no período de turbulência, que ocorre durante o voo da vida, querendo nos sacudir para fora da serenidade, algo que acontece para corrigirmos rota e despertarmos para usar os instrumentos corretos, em cada parte da viagem.

“Portanto, o que for prudente guardará silêncio naquele tempo, porque o tempo será mau” (Amós 5.13 | ARC).

Para que se possa atravessar esse período no qual o silêncio é um aliado, é necessário domínio próprio, equilíbrio, condições adquiridas pela comunhão com Deus, ou seja, pelo agir inteiramente dentro da Palavra. “Ao que te bate numa face, oferece-lhe também a outra; e, ao que tirar a tua capa, deixa-o levar também a túnica” (Lucas 6.29 | ARA). O agir diferente disso é do homem e o agir exatamente dessa maneira é de Deus. Quem é conduzido pelas instruções divinas tem como resultado as extraordinárias recompensas do céu. Deus é Deus; não se deve questioná-lO, mas obedecer-Lhe; a recompensa é usufruir o melhor desta terra (Isaías 1.19).

“Buscai o bem e não o mal, para que vivais; e assim o Senhor, o Deus dos Exércitos, estará convosco, como dizeis” (Amós 5.14 | ARC).

O bem advém da obediência ao Senhor. Buscar o bem é obedecer-Lhe; e não buscar o mal é deixar de ouvir a si mesmo. “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Romanos 12.21 | ARC). Na prática, equivale a fazer o bem a quem lhe fez o mal.

Entretanto, é impossível isso acontecer se você não for nascido de novo. “Necessário vos é nascer de novo” (João 3.7b | ARC). Quando você nasce de novo, o Senhor Jesus vem habitar em você, dentro de você. É Ele que lhe dá força e resistência para oferecer a outra face, ninguém tem essa força em si mesmo; é Ele que lhe dá alegria em fazer o bem a quem lhe faz o mal; Ele é Mestre nisso. Ele é Mestre em tudo de bom, e os que procedem conforme Suas instruções terão em si mesmos a mesma natureza de Deus, tornando-se poderosos em todos os seus atos.

Vivendo assim, no tempo mau você sempre saberá guardar o silêncio, e terá paz, porque “o Senhor, o Deus dos Exércitos, estará convosco, como dizeis”. Amém.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo

Postar um comentário

0 Comentários