Amparo Ligado

O Senhor Fala e Repete o que Falou, por Abdias Campos


O medo de ir para o inferno não deve ser nem de longe a razão pela qual a pessoa entrega a vida a Jesus. De repente, alguém que vive no pecado ouve: “Ei, se você continuar no pecado vai para o inferno!” Sim, se a pessoa estiver e permanecer no pecado, ela vai para o inferno. No entanto, isso não deve ser a razão pela qual alguém queira entregar a vida ao Senhor Jesus. Devemos ter consciência que necessitamos dEle. Sabemos que comumente, por conta das dores do pecado, o pecador, quando já não suporta mais, busca refúgio no Senhor. Isso é bom. Entretanto, ao entregar a vida a Jesus, motivada tão somente pelo medo do inferno e continuar com essa mesma postura, ela nunca será livre. Estará ainda em condenação, porque terá tomado uma decisão certa por um motivo errado: o medo. O medo é um espírito maligno que gera fé no mal. Jesus nos traz esperança e vida nova. Quando a pessoa entrega a vida a Jesus, o Espírito do Senhor vem habitar dentro dela e lança fora todo o medo. Ela passa a servir a Deus por amor.


“E respondeu e me falou, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” (Zacarias 4.6 | ARC).


Bem, para compreender melhor, você pode substituir mentalmente o nome de Zorobabel pelo seu. É só fazer isso agora. Pronuncie o seu nome onde aparece o nome de Zorobabel. “E respondeu e me falou, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a [...], dizendo: Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos.” A pessoa recebe a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, pelo Seu Espírito, porque se quebrantou e creu, não por medo.


Preste atenção. Se uma determinada pessoa está sob uma intimidação de morte, uma aterrorizante ameaça de condenação ou um atemorizante receio do inferno, ela não conseguirá receber o Espírito de Deus, que é suave, brando, amoroso e contra tudo o que é medo. Deus é amor, e no amor não há medo. O medo impõe a pena da separação de Deus. Muita gente quer entregar a vida ao Senhor Jesus, mas tem medo de ser desprezada pelos amigos e até pelos familiares. Veja o que está escrito: “Ainda que o meu pai e a minha mãe me abandonem, o Senhor cuidará de mim” (Salmo 27.10 | NTLH) – fé, certeza, convicção.


O Senhor fala e repete o que falou, chama e torna a chamar atenção. Desperte para ouvi-lO; não endureça o seu coração. “E a palavra do Senhor veio de novo a mim, dizendo” (Zacarias 4.8 | ARC). Veja, a Palavra do Senhor sempre virá de novo, dizendo o que Deus quer de você. “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos” (Provérbios 23.26 | ARC). Ao dar o coração a Deus, toda a sua vida será por Ele cuidada e ornada de santidade e amor. A religiosidade cai. Observe os caminhos do Senhor. Por Sua Palavra, você os conhecerá, e terá prazer neles, continuamente.


“E tornou o anjo que falava comigo, e me despertou, como a um homem que é despertado do seu sono” (Zacarias 4.1 | ARC). Por ordem de Deus o anjo torna a falar. É maravilhoso isso, não é? Um homem que é despertado do seu sono é retirado da dormência dos sentidos, é sacudido para ver a luz que alumia o dia e o torna perfeito, é acordado para ouvir Cristo Jesus batendo à porta do seu coração. Os anjos de Deus obedecem às Suas ordens e são magníficos em poder, enviados para servirem aos salvos. Pense nisso, pense nisso e se ponha no descanso do Senhor. Glória a Deus! Amém.


Na alegria do Senhor, que é a nossa força,

Abdias Campos, servo do Deus vivo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Amparo Ligado